Total de visualizações de página

terça-feira, 28 de maio de 2013

# É preciso cantar



Hoje canta o riso,
E é preciso cantar!
Cantar mais que tudo!
Cantar enquanto ainda há guerreiros.
Canta, e encanta, meu povo afro-brasileiro!
Inteligente, habilidoso, artilheiro.
Joga e canta, levanta e encanta, 
Canta meu povo brasileiro!
Canta a beleza negra, parda,
Canta a educação, o fazer sua estrada,
Canta quem embalou no colo a criança.
Canta na fadiga de janeiro, a janeiro,
Canta meu povo brasileiro!
Canta pela igualdade na mídia padrão.
Canta a liberdade e o amor companheiro!
Canta a esperança, povo brasileiro!
Canta mulher  jovem, o leite forte,
Canta o canto da morte, das agruras em alto mar
Canta o tormento cravado no coração saudoso,
Que no porão lutuoso carecia cantar!
Canta com palmas, com danças,
Canta crianças de além mar.
Honra, fé e esperança, 
Pois mais que tudo, é preciso cantar!
É preciso cantar a coragem, 
Subir a serra, sair da barriga com gente forte, 
O ensino, a instrução,
Liberta seu povo da morte.
A ousadia é coisa de gente brilhante, 
Dos reis da fascinação,
A alegria é cantar, mesmo distante, 
Distante povo de além mar.
Enquanto houver fôlego pra cantar, cante!
Cante um blues, um samba canção,
Um Hip-Hop, um sertanejo, cante o que quiser!
Mostre sua voz para protestar,
Só não pode, é deixar de cantar!
Cantar o amor, a tristeza, cantar pra ninar,
Cantar o que quiser, cantar o tempo inteiro!
Nunca deixe de cantar, 
Meu lindo povo, afro-brasileiro!
Mais que tudo é preciso cantar!
Mais que tudo, soltar sua voz!
Pelos direitos, é preciso cantar
Contra o preconceito, 
É preciso cantar!
Hoje mais que nunca, 
É preciso cantar!

Di Vieira






Nenhum comentário:

Postar um comentário