Total de visualizações de página

sexta-feira, 11 de abril de 2014

#Bipolaridade




Faz cena!
Se tranca no quarto e não come!
Desliga o telefone.
O som no rádio é deprê.
Quem te viu,
Quem te vê!
É um dia assim, o outro não.
O que nos atrai,  
É essa bipolar situação,
Que me deixa maluco!
Que me deixa na dúvida!
Fico sem saber quem hoje você vai ser,
E pergunto:
Amor, será que vai chover?
Escuto a porta bater,
E logo um sinistro silêncio.
Odeio que exista entre nós
Essa bipolaridade sacana!
Você me ama?
Hoje, e amanhã?
Agora e depois?
Te amo, agora!
Te amo quase sempre!
Desse jeito!
Dessa forma!
Sem norma, 
Cheio de surpreendentes momentos!
Sem ressentimentos, mesmo que tudo se acabe!
E amanhã?
Amanhã quem sabe?

Di Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário