Total de visualizações de página

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

#Infinita



Sou feliz!
Subo o monte onde luzes se espalham,
Onde estrelas mágicas fazem seus ninhos,
Onde os sentimentos imortais,
Nunca, jamais estarão sozinhos!

Corro para o morro,
Onde a alma repleta de paz repousa.
Onde ninguém ousa destruir a calma
Onde o eco da alma, tem voz.
E os sentidos estão todos sempre atentos,
Entro na surpreendente assembleia da casa dos ventos!

Assim, sou feliz!
E é isso que importa agora!
Por favor, não insista!
Não darei entrevista, não farei palestra,
Hoje, o que me resta,
É a canção dos pássaros alforriados!
Vou transpor esperançosa,
A luminosa galeria, dos calvários gelados,
E encontrar enfim, a incomparável mansão do sossego,
Onde não há perdas, não há dores, não há medo!

Di Vieira


Nenhum comentário:

Postar um comentário