#Rosanegrabaiana



Rosa negra baiana,
Acalantos e encantos sem conta,
Amores exposto em cores
Tabuleiros de sabores, desejos coloridos,
Quentes como pimenta,
Ardentes como a vida.
Temperada pela natureza em profusão
Consorte da alegria, rainha da simpatia
Imperadora rica de opinião.

Rosa do Pelourinho.
O carinho na voz cantada,
Caçoa do conhecimento,
Lança a saia rodada ao vento,
E faz a alegria da massa.
Tira os pezinhos do chão,
E junta o povo na praça.

Espalha a boca pequena,
O que dizem, o que ouviu dizer,
Vício da profissão,
Azeitada no dendê.
Beleza da terra morena,
Dos brincos, colares e turbantes,
Tabuleiros de acarajés e quindins,
Delicio-me em prazeres bem antes,
Com esse olhar de agrado em mim.


Di Vieira




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Benditas estradas, sinuosos caminhos

As paredes

Luz, câmera, ação!