Total de visualizações de página

sexta-feira, 28 de junho de 2013

#Foradochão





                        Com pés fora do chão,
E asas feitas de nuvens,
Você surgiu em minha vida!
Tão querida, tão cortês!
Tocou-me com seu toque de pluma,
E me ganhou de vez!
Fez-me sentir, no paraíso dos enamorados,
E a seguir,o pior dos rejeitados!
Fugiu de mim, assim, do nada!
E em meus sonhos mais extravagantes, te procurei.
Em meus desejos mais impossíveis, te busquei,
Contudo,não te encontrei!
Morri um pouco!
Busquei-te feito um louco, mergulhado em fantasias.
Nas esquisitas ilusões de alegria, perseverei delirante.
Intrigante, a imprecisão do tempo e dos fatos.
No subversivo devaneio do querer,
Desse incorrigível, ser perturbador ,
Que conserva um amor desvairado em seu seio.
Doce pena que ameniza a dor,
Desse delírio,dessa doidice,
Desse devaneio de amor!

Di Vieira


Nenhum comentário:

Postar um comentário