Total de visualizações de página

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

SEGUIR EM FRENTE!




Os alarmes não dispararam quanto ainda era tempo
Nem os rojões, nem as bombinhas detonaram.
Não houve fogos de artifícios quando tudo chegou ao fim,
Sim!
Nem  sequer um estrondoso aplauso no fim do espetáculo.
Desviei-me dos meus planos sem querer, 
Eu estava bem ali, 
Em meio a uma teia irracional, 
Inesperadamente tempestuosa!
Em outra situação, 
Seria uma briguinha à toa, escandalosa,
Mas alterou o meu rumo, 
Tomou a proa da minha vida .
Mas alguma coisa deve ter valido a pena,
Foi uma lástima aquela cena!
Mas aquela explosão, que não foi pequena,
Teve como consequência, um efeito libertador!
Lançou em minha cara um desafio gritante,
O desafio de seguir em frente... Ir avante... Seguir sozinha!
O desafio de me achar estranha, me sentir carente!
Seguir sozinha, é tão esquisito!
É estranho olhar em volta com um olhar diferente.
Seguir sozinha... 
Seguir em frente... 
Conhecer  gente!



Di Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário