QUANDO NÃO TEM REMÉDIO!




Quando fecha o tempo...Espera
Pode ser que venha chuva,
Pode ser que não,
Mas na dúvida espera, nada nunca é em vão!

Deixe passar o chuvisco, o aguaceiro,
Ou aquela nuvem que se formou de repente.
Espere! Ao menos tente!

Não chore se não for preciso,
Até que o peito não tenha mais espaço,
Recorra ao sorriso!
Mas que não seja o amarelo,  amarelo, só se for  muito preciso!

Ah! Tenha juízo!
Tudo bem que é mister chorar quando o tempo fecha!
Mas depois de franzir a testa, estreitar a goela.
Desfila a beleza e a formosura na passarela do sol.

E até lá, deita e espera a nuvem passar!
Sem lamúrias, sem ser deprimente,
Dizem que pé quente é bom pra espantar o tédio.
E que quando a gente pensa que nada mais tem remédio,
Ou mesmo enquanto se espera,
Um chá quentinho pode fazer  milagre!

Di Vieira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Benditas estradas, sinuosos caminhos

Juliana

Luz, câmera, ação!