Total de visualizações de página

sábado, 10 de agosto de 2013

#Sejabemvindo!


Num piscar de olhos!


Receio que Ele venha,
E não encontre a chama!
Temo que Ele venha,
E o óleo tenha acabado,
Temo que lágrimas molhem os travesseiros,
E a ninguém mais importe .
O que importa, é sempre o próximo momento,
É o isolamento do amor. Sob suspeita,
E a dor que se sobrepõe, como arma perfeita,
Um instrumento divino de acesso ao céu.
Uma moeda de troca, no vai e vem de peregrinos.
São meninos explorados, por peões do destino.
Receio que Ele venha,
Que chegue, e ninguém veja,
Que chame pelo nome, e ninguém ouça,
Por causa do barulho das contendas nas praças,
Por causa das músicas e danças, cheias de graça,
Pela disputa,pela sonolência,pela demência.
Visto que perderam a paciência,
Já que pensavam, "Ele ainda demora!".
E agora?
No céu o sol se avermelha,estrelas vão caindo,
Tudo, tudo afinal se cumprindo!
E na agitação, uma voz de criança,
Transborda os rios do amor,
Preso dentro dos corações, por preconceito,
E dá direito de ver,as flores da esperança se abrindo,
Mãos e mãos se unindo, pra reacender a chama!
E depois de acesa, digam sem temor,
"Senhor, seja bem vindo!"
Seja bem vindo, meu Senhor!
Te esperei,e quero dizer sem receio, 
Senhor,que bom, que bom que veio!

Di Vieira




Nenhum comentário:

Postar um comentário