Total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

#Apazdosteusolhos



A luz azul sobre nós,
A infinita paz dos amores puros,
Emergindo na branca poesia,
Na longa espera da primeira declaração de amor!
Brilham no espaço sem fim.
As derradeiras estrelas!
Ai de mim!
Envolvida em abraços,
Naufragando no mar negro dos teus olhos,
Contemplada pelo teu sorriso.

Em um canto o tempo,
Admirando o sopro do vento,
Que sussurra lento em meus ouvidos,
Sem querer quebrar a quietude do momento.
Ah esse vento!
Guardador dos segredos convenientes!
Segredos dos amores, segredos de toda a gente,
As damas e seus mergulhos em água de cheiro,
Os valetes e seus xampus de flores do campo,
Os plebeus dançando debaixo do chuveiro,
Escondido do mundo,
E as gurias, e seus lencinhos jogados ao chão.
Simulando recato,
Até achar alguém que pague o pato
Em meio à multidão.

Ah o vento!
 O céu azul, as brancas nuvens,
A calma conquistando o peito,
O coração vestindo em silêncio,
O traje novo, perfeito!
E nesse momento,
Tudo aqui, é bom de mais!
Aqueço-me entre as cobertas,
 Faz sol lá fora,
Agora, é tempo de paz!



Di Vieira


Nenhum comentário:

Postar um comentário