Total de visualizações de página

domingo, 21 de julho de 2013

#Bomsamaritano



É noite!
Chove no rosto do mundo,
O resto do mundo que chora!
Chora o choro tardio, 
Dos remanescentes do ódio oculto,
Choram em lágrimas tortas, 
Um culto ao breve silencio, acalentador,
Esquecido em cada gemido de dor,
Cada recusa de ajuda
Cada lágrima em silencio.
Cada sangria derramada.
Meu amado,minha amada, 
O saber sabe nada, e quer saber mais!
Quer calar a boca do sábio,
Dispersar o conselho da paz!
Mas apesar de tudo, contudo,
Jamais diga jamais!
Jamais torture o berro preso na garganta.
Jamais almoce a janta, dos pequenos animais.
Jamais diga Jamais!
Já é noite!
O silencio ultimamente, é preciso.
Mas o aviso, é questionável agora!
A importância das coisas,é desigual!
A estima é pouca, nenhum calor, nenhum valor!
Oh dor! Oh noite!
Já são altas as horas!
E o choro agora implora o fim,
O fim das mágoas caladas no peito.
Então recolha os pedaços, restaure os danos
Enxugue o choro na noite escura, carregada,
Eu,você,e essa longa estrada, anos e anos.
Poder, riqueza, irmão,mundo cão!
Confundem-se sob o ser do Bom samaritano,
Com a velha roupagem.
 De religião!




Di Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário