Total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de junho de 2014

#Estrelas



Colhi estrelas distraídas,
Pelo caminho da vida,
Por estradas disformes,
Por pontes de concreto.
Por buracos abertos no peito.
Colhi verdades,
Ri das mentiras, dos deboches,
Deslizei na rampa escura.
Insegura, pura, problemática,
Simpática, de verde e amarelo!
Revi meu olhar mais crítico,
Desfiz o olhar mais duro.
O partido do "Nem aí",
Desconfiei da desconfiança!
O sol da esperança,
Não se escondeu no cinza de maio.
Então, nas noites frias procurei estrelas,
Entre os edredons curti sozinho,
A vida que valeu à pena!
As pedras, os caminhos complicados
As coisas que acertei,
As que deram errado,
Quem não me amou,
Por quem fui amado.
Distraidamente captei tudo,
Distraidamente selecionei estrelas.
Grandes e pequenas.
E só guardei as do melhor tipo,
As do tipo que vale à pena!
    

   Di Vieira

3 comentários:

  1. Acredito que todas "estrelas " tem algo a nos ensinar .Mais guardar só"As do tipo que vale a pena!" As outras foram importantes no caminho da nossa evolução emocional, espiritual, material, mas não há necessidade de retê-las nem em pensamento.

    ResponderExcluir