Total de visualizações de página

terça-feira, 31 de julho de 2012

CAÇA OU CAÇADOR?



Esqueceu se era caça ou caçador.
Caminhou lentamente como que contando os passos,
Em direção à porta entreaberta.
Sentiu um suave perfume de rosas no ar.
E o coração disparou loucamente,
Como se fosse naquele peito jovem,
Que se deslumbrava por cada belo sorriso!
Tanto tempo não se sentia assim, fascinado,
Apaixonado feito um tolo!
E essa explosão de sentimentos que já nem se lembrava mais,
O fez voltar num tempo nem tão distante assim!
O silencio gritava em seu pensamento: É o teu fim!
Tentou fazê-lo emudecer não conseguiu,
Calou-se então e atenção não mais lhe deu!
Junto à parede o retrato pintado à mão, parecia ter vida!
Extasiado murmurou baixinho, quase num sussurro: É ela!
O sorriso sereno, o rosto luminoso,
Uma doce malícia nos olhos castanhos,
Que olhava como se dissesse:
Quem conquista, é o conquistado
 Ou o conquistador?


Di Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário