BEIJA-FLOR





Doces amores jovens da estação primeira
Doces amores de emoções suaves e verdadeiras
Das pequenas doidices furtivas,
Emoções dos olhares meio sem jeito,
Do coração destemperado acelerando no peito.
Doces amores que se vão com o tempo
Com o vento das paixões da meninice
E a gente faz histórias com a saudade,
Que permite devagar o sossego no coração,
Reinventando os dias de felicidade
Pra fazer da história uma canção.

Di Vieira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Benditas estradas, sinuosos caminhos

Juliana

Luz, câmera, ação!